segunda-feira, 16 de março de 2009

Má educação ou pré adolecência?


Este sábado, enquanto limpava o quarto da princesa, vi um tubo de cola no caixote do lixo e perguntei-lhe se estava estragado.

- Não!

- Então, está vazio?

- Não!

- Então porque é que está no lixo? - Encolhe os ombros e não responde. Insisto na pergunta e mais uma vez encolhe os ombros. E eu começo a ferver. Tento controlar-me, não levantar a voz e acabo por lhe fazer um discurso sobre o valor dos bens materiais e o esforço necessário para os adquirir.

Visto á distância, até a mim, parece um exagero tanto problema por apenas um tubo de cola, mas é nestas pequenas coisas que temos que mostrar o certo e o errado. É nas coisas mais insignificantes que têm que aprender a dar o correcto valor. Só assim poderão mais tarde valorizar o que é realmente importante.

O que mais me aborreceu foi a sua falta de justificação para o que fez. O que me assustou foi o seu encolher de ombros tão característico dos jovens. Como se eu não tivesse direito a uma resposta! Isto sim foi aquilo que mais me irritou. E que me deixou a pensar: que tipo de mãe saberei ser para uma filha adolescente?
Felizmente ainda falta muito tempo, não é?!

5 comentários:

Ana C. disse...

Só de pensar na adolescência da minha filha fico com as palmas das mãos suadas...

Rainha Mãe disse...

Ana C.: O problema é que eu pensava que ainda faltava muito mas agora constato que os problemas começam muito antes... A Bia só tem 8 anos!

Mamã da Tartulhinha disse...

Esta questão que é abordada no tem post chama-me em especial a atenção, a preocupação com os valores que vou incutindo à C. são constantes, mas serão suficientes?? Confesso que o futuro da minha filha me trás muita preocupação, os maus exemplos são cada vez maiores, por incrivel que possa parecer!!!

Beijocas nossas cheias de preocupação...

MARIINHA disse...

Ai Rainha Mãe os filhos adolescentes, Foi a fase pior na criação dos meus dois rapazes. Tinha dias que não sabia como havia de actuar, se devia ralhar, castigar ou ignorar. E digo-te que posso dar-me por muito feliz, porque apesar de tudo eles foram normais, na sua rebeldia, tendo em conta o que tenho ouvido. Mas há ali um choque entre nós e eles que é mais velho que o Mundo. Um beijinho

Bekas C. disse...

Falta muito, falta.... quando reparares já lá está!! O tempo voa!
;)