terça-feira, 10 de março de 2009

Notícias de uma princesa

Este fim-de-semana tivemos uma menina com febre e dor de garganta. Começou com dores de garganta na sexta-feira e no sábado com febre. Não muito alta e que cedia facilmente com o Brufen. Contudo, como a garganta continuava a incomodar, resolvemos dar um salto ao hospital no Domingo. O médico, que aparentava não ter mais de 20 anos, foi atencioso e concluiu que ainda não justificava a toma de antibiótico. Viemos para casa mais descansados. Felizmente na 2ª feira andou muito melhor e hoje de manhã já não se queixou.
Da escola só boas noticias. Tem melhorado as notas sem esforço. Nas ultimas provas, para as quais não se preparou pois pensava serem só na semana seguinte, tirou as melhores notas deste ano. Das aulas de violino ouço muitos elogios. Na opinião da professora "ela aprende tudo sem dificuldade e se estudasse todos os dias um pouco poderia ser brilhante".
Mas eu não me importo que ela não seja brilhante. Quero apenas que ela aproveite os dons e as facilidades para a aprendizagem que tem. E que seja feliz. E por isso nem sempre insisto para ela estudar em casa. Porque a vejo tão contente nas suas brincadeiras e nas suas tarefas imaginárias que me custa interrompe-la. Para já vamos continuar assim. Vou deixá-la continuar a ser criança, tentando incutir alguns hábitos de estudo e alguma responsabilidade mas sem deixar que isso roube muito tempo á sua função principal : brincar.

8 comentários:

maria qualquer coisa disse...

é muita a pressão para que os nossos filhos sejam os melhores!
Concordo plenamente, deixa-a ser criança...

beijinhos

Ana disse...

Concordo...é tão bom eles poderem ser simplesmente crianças!!!

Bjs

Lótus disse...

Gostei muito de te ler.
Não há nada melhor que deixar as crianças serem isso mesmo, crianças! E não os adultos em miniatura que às vezes se tenat fazer deles.

Abraço.

Sofia disse...

tambem concordo contigo, eles ja crescem tao depressa, nao e preciso que os empurremos... tambem nao quero que a minha filha seja brilhante nem dotada, simplesmente feliz e responsavel.
bjs

AB disse...

Também concordo que devemos dar aos nossos filhos tempo e espaço para serem crianças. Eles terão toda uma vida para serem crescidos e sentirem o peso das responsabilidades.

MyStar's disse...

Até nós por vezes necessitamos de ser crianças, imaginas os miudos.
O que levamos da vida é recordarmos uma infancia feliz, no meu ver é meio caminho andado pa fase adulta, logo deixa a ser assim enquanto pode, tem tempo de ser a melhor!!!!

Mamã da Rafa disse...

Concordo contigo:)

Amiga vim pedir desculpa sei que estou em falta:(

Passei para te deixar um beijinho cheio de carinho

Ps. mal possa actualizo-me

MARIINHA disse...

Gosto do que li no teu blog. Vou aparecer mais vezes. Concordo completamente com o que dizes neste post. As crianças têm de brincar, precisam mesmo disso. Eu acho que muitos miúdos têm coisas a mais para fazer, são as actividades escolares e as extra escolares e coitados não lhes ficam muito tempo para fazer o que é próprio da sua idade, brincar. E que é indispensável para o seu desenvolvimento. Um beijinho