terça-feira, 31 de março de 2009

Não chores mais...

"Hoje sinto um nó no peito". É assim que a tua avó descreve a sensação de tristeza, angústia. É assim que eu me sinto hoje. As tuas lágrimas cortam-me o coração. O teu choro ainda está a ecoar dentro de mim.
- Não chores meu amor. Não tens razão.
- Mas eu não quero ir...
Agora é sempre assim. Nos dias em que não tens escola não queres ir para o ATL.
- Alguém te trata mal?
- Não, mas eu não quero ir....
- Sabes que a mãe e o pai têm de trabalhar. Tu não podes ficar sozinha em casa!
- Mas eu não quero ir...
E eu não queria que fosses. Não assim a chorar. Sei que quando te for buscar vais estar bem. Vens contente e dizes que o dia correu muito bem. Liguei agora para lá. A professora da tua sala tranquilizou-me. Diz que estás serena. Já brincaram e agora estão a ver um filme. Não te acha triste e nem entende a razão do teu choro pois lá demonstras estar alegre, espevitada foi a palavra que usou. Diz que esta reacção pode estar relacionada com a falta das coleguinhas mais próximas que nestes dias não estão. Logo vamos, uma vez mais, conversar sobre tudo isto. Espero que entendas que se a mão e o pai pudessem estavam contigo o dia todo. E que tu estás sempre no nosso pensamento...

10 comentários:

Pietra disse...

Já estou a ver que esta questão dos nossos filhos não quererem ir para creche, Jardim ou A.T.L. nos vai acompanhar ainda uns bons anos.
Já respondi ao teu desafio, agora tens mais no meu blog.
Bjs

Ana C. disse...

Eu tenho tanta sorte em trabalhar em casa. Quando leio estes corta-corações, lembro-me sempre do privilégio que tenho...
Apesar de estar tudo bem com ela, mãe sofre. Força Rainha Mãe!

Cláudia disse...

Imagino... deves estar de coração apertado...
Mas vaier que depois denvarem ela vai entender...

beijinhos

MARIINHA disse...

Rainha Mãe, acredita que sei perfeitamente o que estás a sentir. Os nossos filhos também sabem fazer a sua chantagem. E é assim (fala a experiência), se achas que ela está bem entregue, se a tratam bem, não te ponhas ao pé dela com sentimentos de culpa. Tens de ser firme. Faz-lhe ver que tem de ir, porque os pais têm de trabalhar. O meu mais velho fazia mesmo um drama e qd eu voltava costas (a chorar sem ele ver), telefonava e diziam-me que ele estava óptimo a rir e a brincar com os outros. Sê firme, mas fica atenta aos motivos que a levarão a estar assim. Beijokas pª as duas.
Vai dizendo alguma coisa

Rainha Mãe disse...

Obrigado a todas pela força. Falei com ela e penso que entendeu. Apesar disso hoje veio comigo. Já estava prometido. Sabe que amanhã volta para o A.T.L.. Vamos ver como será...

maria qualquer coisa disse...

Quando os deixamos a chorar, seja onde for... o dia custa ainda mais a passar... :(
Aprendem desde cedo que "o que tem q ser tem muita força!"

beijinhos

dangerously in love disse...

Acredito que custe e muito...mas realmente se ela lá está bem..podem mesmo ser saudades das amiguinhas que não estão lá agora!

Espero que passe!

beijocas

Maria disse...

Deve custar tanto deixá-los assim..
beijinho.

Kakia disse...

Acho que o q deve ser pior é ficarmos sempre na dúvida se n se estará a passar nada q n nos contem... Queremos protegê-los de tudo sempre e n podemos :S Ai...
Conversar conversar conversar é mesmo o melhor.

Maria disse...

Custa mesmo muito deixá-los a chorar mas se sabemos que eles ficam bem entregues, temos de ser fortes por nós e por eles.

Beijinhos e espero que essa recusa passe rápido.