quarta-feira, 15 de abril de 2009

Amigos

Na semana passada encontrei, por acaso, uma colega de trabalho que não via á vários anos. Conversamos pouco tempo mas o suficiente para sabermos os factos mais importantes que nos aconteceram entretanto. Depois de trocarmos números de telemóveis seguiu cada uma o seu caminho. Vim para casa a pensar na razão das pessoas se afastarem. Numa determinada altura das nossas vidas fomos amigas. Nunca muito chegadas mas o suficiente para conhecermos a família, a história de vida, os problemas que mais nos afligiam. Contudo, com a mudança de local de trabalho acabamos por nos afastar. Deixamos que a distância física se transforme em distancia afectiva. E não devia ser assim. Penso na quantidade de pessoas que já foram importantes para mim e que por qualquer razão acabei por perder o contacto. Algumas delas continuam a povoar o meu pensamento de vez em quando. São pessoas que me marcaram e de quem nunca me vou esquecer. No entanto não sei nada delas. Se casaram, separaram, têm filhos, são felizes...

Combinámos tomar café um dia destes. Pôr a conversa em dia. E quero mesmo cumprir isso porque gostei muito de a rever. De saber que está bem. É que amigos nunca são demais.

4 comentários:

MARIINHA disse...

É verdade Rainha Mãe, comigo também acontece isso e se calhar com todas as pessoas. Numa dada altura da nossa vida convivemos, mas depois cada uma vai para o seu lado. Ás vezes lembra-me de certas pessoas que não vejo há anos.
Beijokas

Lótus disse...

É verdade, os dias tornam-se meses e anos e acaba por se criar uma distância com pessoas que já nos foram próximas. É pena...

Beijinho

Carla Isabel disse...

Sabes, eu penso muitas vezes como tu, e uma vez li a este proposito que a nossa vida é como uma viagem num comboio, entramos e cruzamo-nos com pessoas que vão até à ultima paragem connosco, outras vão saindo conform o comboio vai passando!...e olha que é mesmo assim!

Bjs

MyStar's disse...

Acho incrivel, mas acontece com todos e por um ou por outro motivo essas pessoas regressam de vez em quando ao nosso pensamento... Uma musica, um local, uma palavra... Mas o certo é que cada um segue o seu caminho, infelizmente!