sexta-feira, 3 de julho de 2009

Orgulho em ser tua mãe!

É isso que eu sinto meu amor. Quando eras bem pequena e tentava imaginar como serias com 8 anos sentia um frio na barriga, como sinto agora quando te tento imaginar com 16. Sentia medo de não saber ser mãe de uma menina mais crescida. Mas assim como tu cresceste também eu cresci como mãe. Dia a dia vamos andando e aprendendo a ser mãe e filha. E hoje, quando olho para ti, vejo-te mais linda que nunca. Mais empenhada naquilo que gostas, mais sossegada quando é mesmo necessário, mais curiosa e inteligente. Quando a tua professora me mostra os teus trabalhos e te elogia eu sinto vontade de ir pela rua fora mostrar a todos o quanto é bom ter uma filha assim. Quando ela me diz, que apesar de mais madura e por isso mais concentrada, não perdeste essa tua espontaneidade para dar e receber miminhos eu entendo exactamente o que ela quer dizer. Porque tu és assim. Carinhosa, meiga. E eu sinto-me a mãe mais sortuda da face da terra. Porque te sinto feliz, porque te sei feliz!

10 comentários:

Joanissima disse...

Que delícia de post... : )

Sabes, um dos meus maiores medos é saber que a minha filha não tarda em ser adolescente e isso angustia-me por achar que não estarei à altura dessa fase tão complicada.
Aquilo que escreveste, de também tu teres crescido entretanto como Mãe, descansou-me um pouco. Claro que não acordamos uma bela manhã e elas têm 15 anos... Mas, neste tempo que medeia uma idade e outra, vamos aprendendo a ser mais e melhores para/por elas.

As saudades de serem mais pitorras hão-de assombrar-nos sempre....
Mas, mais do que isso, é mesmo o orgulho de as sabermos nossas, sempre, por mais anos que tenham... : )

Parabéns às duas meninas!

MJC disse...

É vem verdadeiro esse friozinho que sentimos na barriga ao imaginá-los daqui a alguns anos... Temos é que aproveitar bem cada momento deles, pois passa tudo tão depressa!
Beijinhos e bom fds

Carolina e António disse...

Os teus post's são sempre maravilhosos...
Bjinhos

Carla Isabel disse...

Ser mãe é realmente uma dádiva!

Um bj

kombi disse...

revi me nas tuas palavras e compreendo te, parabéns por seres amãe que és e por estares a proporcionar a tua menina crescer feliz.

bom fim de semana

MARIINHA disse...

A adolescência é para mim a fase mais difícil, dos nossos filhos e também a nossa enquanto pais. Mas tal como tu dizes no teu lindo post, nós também crescemos como mães e vamos sabendo, vamos sentido, qual é a melhor forma de tratar dos assuntos relacionados com essa fase.Fala-se muito em haver diálogo entre pais e filhos, mas é que nessa altura, eles fecham-se mais.Um beijinho grande para as duas.

Patricia disse...

Foi com uma lagrimita no olho que te li! Ser mãe é isso. É ter dúvidas também. E amar. Amar incondicionalmete.
Bjcas

Mamã da Rafinha disse...

Lindo!

Beijinhos carinhosos com o desejo de um óptima semana!

Sofia disse...

eu tenho um bocadinho de medo do aproximar da adolescencia, mas pareces tranquila e preparada para a coisa... ainda bem! ;-)
bjs grandes

CC disse...

Adorei o post, pois revi-me nele! Mais concretamente na 1ª parte, uma vez que as minhas ainda são pequeninas. Ai o friozinho na barriga!
Mas, o facto de dizeres que vamos crescendo com eles, enquanto mãe, descansou-me e fez-me acreditar que estarei à altura e que irei conseguir proporcionar-lhes um crecimento feliz.

Bjos