sexta-feira, 29 de maio de 2009

Eu

Hoje queria ser livre. Livre de obrigações profissionais que me mantêm fechada neste espaço quando o sol chama por mim. Livre de obrigações familiares, de mãe, esposa, dona de casa, mulher.

Hoje queria ser um pássaro. Abria as janelas e voava. Elevava-me bem alto, batia as asas e só parava lá longe, à beira mar. O pensamento voaria livre. Esquecer-me-ia de quem sou. Do que esperam de mim. O ar do mar faria acordar todos os meus sentidos e eu ficaria assim, despida de pensamentos mas não de emoções. O tempo não existiria. Sem ele não teria pressa em regressar. As emoções controlariam o tempo e não o tempo as emoções.

Hoje, quando o sol partisse, o frio da noite iria acordar-me. E nessa altura lembrar-me-ia de quem sou. Voaria de regresso a casa e tudo faria sentido outra vez.

Hoje seria eu , seria tu, seria nós e mesmo assim seria livre.

7 comentários:

MARIINHA disse...

Pois é Rainha Mãe, por vezes queríamos ter a liberdade de um pássaro.Para sermos só nós. Não que estejamos mal no nisso ninho, mas ser completamente livres de amarras nem que fosse por um dia. Depois claro, voltar outra vez à nossa realidade, que afinal tanto gostamos.Faz sentido.
Beijokas

MyStar's disse...

Por vezes precisamos de nos reencontrar...
Bjinhos

Pietra disse...

Iria contigo...
Eu que me sinto mais amarrada que nunca...
Precisava tanto de um tempo só para mim, para não fazer nada! O problema é que se tivesse esse tempo aproveitá-lo-ia concerteza para adiantar algumas coisas.
Não tenho solução...

MJC disse...

Compreendo-te perfeitamente.
Também eu tenho dias assim...
Beijinho

JS disse...

Rainha Mãe, se hoje escrevesse alguma coisa seria algo do género...raio de dias!!!

Um abraço*

CC disse...

Há dias assim em que temos necessidade de tempo só para nós!
Bjos

Sofia disse...

tambem me sinto assim as vezes...
bjs