quarta-feira, 6 de junho de 2012

Inquietações de mãe

A G. tem 14 meses. Tem sido sempre saudável mas não sei até que ponto não está um pouco atrasada no seu desenvolvimento....
Ainda não anda sozinha. Gatinha muito bem, com velocidade, e consegue levantar-se sem apoio. Fica em pé sem estar agarrada e dá dois ou três passitos. Com o auxilio dos móveis caminha bastante. Está nesta fase à mais de um mês e não consegue passar disto. Não sei se é medo ou preguiça...
Não diz quase nada. E o que diz agora é o mesmo de à dois meses atrás. A aquisição dos últimos dias foi dizer "cócó" de cada vez que ouve o galo a cantar.
Aprendeu a apontar e faz-se entender assim. Com gestos. Quando quer vir à rua aponta para o chapéu dela e para o da tia.
Faz grandes birras quando é contrariada. Grita e chora. Atira com os obejectos ou brinquedos para longe quando está assim. Tem um feitio difícil.
Beijinhos apenas dá aos bonecos. O pai já foi brindado uma vez mas não mais que isso.
Gosta da nossa comida mas a sopinha nem sempre é fácil de dar. Ainda não leva a colher à boca sem entornar.
Continua a ter apenas dois dentinhos...
Porém o maior problema são as noites. Está cada vez pior, ao contrário do que seria de esperar. Acorda muitas vezes, chora e apenas acalma com a maminha. O meu maior receio é que a falta de sono tranquilo a esteja a prejudicar a nível do desenvolvimento. Não sei o que fazer. Não serei capaz de aplicar o método estivil, que dizem que resulta, nem como aplicá-lo quando ela ainda mama durante a noite.
Continua pequenina mas linda. É muito ágil e não sossega um só momento. Adora vir à rua e estar no jardim. Gosta de andar de baloiço, de estar perto do cão e de brincar com outras crianças embora estas sejam muito maiores que ela.
É o meu amor e só queria ter a certeza que está tudo bem com ela...

6 comentários:

Susana disse...

Compreendo a tua inquietação mas tens que acreditar que cada bebé tem o seu tempo para as coisas e quem sabe seja apenas insegurança dela para arriscar a andar. O pediatra poderá dar-te uma luzes para a incentivar a fazer coisas novas. O meu pequenito está quase a fazer 8 meses e muitos bebés com o mesmo tempo já evoluiram bastante e o meu não mas a pouco e pouco vai lá, mas é óbvio que fico sempre um pouco inquieta.
Beijinho ;o)

Mamã Petra disse...

Cada bebe tem o seu tempo, e quando é o 2º ou o 3º temos sempre aquela tendência de comparar o desenvolvimento, as conquistas, mas cada um tem o seu tempo. Aprendi isto da pior forma e tal como tu tive grandes dilemas, pois como o meu filho mais velho tem um QI muito acima da média, e teve um desenvolvimento extremamente rápido com 1 ano falava bem, começou a andar aos 13 meses e aos 18 meses tinha os dentes todos, eu achava sempre que a do meio, estava atrasada, que era eu, que era ela, foi dificil de noite de dia, até ela ter 4 anos foi quase um desespero, depois felizmente melhorou em todos os aspectos, e é uma criança absolutamente normal, nós é que stressamos demais. E pelo que descreves acho-a dentro de todos os parametros normais, e as noites, ai as noites, acho que é geral.

Caah disse...

é mesmo isso...cada bebé ao seu ritmo!
Eu aposto muito na saúde,sabes??? Para mim o que quero é saúde, o resto vai-se ajeitando! Para mim acho a G. óptima, sinceramente!
beijinhos e nada de stress!

Nany disse...

Não vejo anada de anormal, nós mães é que stressamos muito, e olha que eu sou uma stressadinha mor.
A tua menina sabe fazer-se entender e a minha tinha essa mania, apontava e pronto, só que com calma lhe fomos sempre dizendo o nome das coisas e ela vai repetindo. Com 19 meses ainda não fala tudo e as noites, ai as noites: demora mais de 1h para adormecer, grita durante a noite e chora desalmadamente, já pensei em pesadelos e tudo.
A Sarita nunca foi de gatinhar, era assim um engatinhanço estranho, mas o que a ajudou a andar foi um andador da chicco que era do irmão e a fez "perder o medo". Lembro-me que com o irmão foi o mesmo, ele recebeu-o de prenda de 1 ano e até aí andava agarrado aos móveis e à parede, mas nunca saia de uma divisão para outra, chorava sempre para nós lhe fazermos curva agarrado à ombreia da porta :)
Birras.....aidna hoje de manhã como não lhe dei o meu creme havias de ver a birra. Provavelmente arrombavas a porta para ver o que se passava com a pobre criança. Ai as birras quando se contraria, até manda com as coisas para o chão. Um feitio lindo como se vê.
Calma, cada um tem o seu ritmo. Fala com o pediatra se te faz ficar mais descansada.
Bjks

Patícia Silva disse...

Descobri o blog, porque tenho uma menina mais velha uns dias que a tua...e porquê?também não dorme!!!!!como u sei o teu sofrimento!!!!se sei..as minhas noites são iguaizinhas ás tuas...somente quem passa pelo mesmo é que percebe!é complicado.tem dias que mal acordo batia em toda a gente....estive perto de ter um esgotamento...a minha já acalmou...eu coloco-a muitas vezes no meu meio...mtas, mm.não gosto, mas tenho que descansar senão ninguém me atura!agora ela adormece na minha cama e depois vai para o quarto dela.já dmr numa cama de solteiro.Dorme melhor que no berço tem mais espaço e vai dormindo melhor.Eu desde os 9 meses que lhe retirei a mama durante a noite. ela chorava eu tentava acalma-la e não lhe dava mama.Ela não tem fome e senão depois passava a vida a acordar.Fui experimentando várias coisas.A solução do pediatra foi deixá-la berrar!sim, sim, mas e conseguir ouvi-la berrar 2 ou 3 horas sem parar?dava em maluca...é uma bebé difícil...mas não são todos iguais!
Quanto ao desenvolvimento não te preocupes, ela está bem!cada bebé tem o seu ritmo.uns estão mais adiantados outro mais atrasados, mas depois chegando a uma certa idade essa "diferença" dissipa-se.É da própria personalidade do bebé.conseguem todos fazer o mesmo, as mães é que gostam de pensar que só porque os filhos ás vezes sabem fazer mais gracinhas são mais inteligentes!!mas só quando forem para a escola é que se vê!!!!!

Vai experimentando várias coisas e vê o que resulta no teu caso!

bjs e espero que as noites melhorem!

Patrícia Silva

Rainha disse...

Obrigado a todas pelos comentários. Na verdade existem vários bebés com a mesma idade por perto e a comparação é inevitável. Mas no fundo o mais importante é a saude. O resto vem com o tempo. É bom saber que existem mães que passaram pelas mesmas inquietações que nós. Obrigado.